A importância da transformação digital em tempos de coronavírus

A importância da transformação digital em tempos de coronavírus

O mundo já passou por diversas crises financeiras, mas a causada pela covid-19 tem uma diferença crucial: o isolamento social. O lockdown total ou parcial praticado por diversos países para conter o avanço da doença parou o setor empresarial, comercial, industrial, educacional, entre outros. Com os funcionários e clientes em casa, os negócios tiveram que se reestruturar, apostando, de forma rápida, na transformação digital.

Trazer a tecnologia para processos internos e externos, no cenário atual, é questão de sobrevivência: com todo mundo em casa, a única forma de manter o relacionamento com os clientes, efetuar vendas e se relacionar com os colegas de trabalho é de forma online. 

Para se ter uma ideia, até antes da pandemia a venda online representava cerca de 4% do faturamento do varejo, mas com a mudança de comportamento do consumidor, impulsionada pelas medidas de isolamento social, a expectativa é que haja um crescimento dos negócios feitos pelos canais digitais e estes representem 15% de todas as vendas. Para as empresas que não atuavam no ambiente online, essa é a hora de começar suas operações digitais. 

 

Por que, exatamente, fazer transformação digital?

Empresários que passaram por crises, como a de 2008, afirmam que a melhor forma de sair forte de um momento financeiramente instável é investir em áreas estratégicas que deixam a empresa mais preparada para a nova realidade do mercado quando a tudo voltar a normalidade. Nesse momento, a melhor forma de se fortalecer é investindo em transformação digital. 

Além de ajudar a enfrentar os meses de crise, uma operação mais voltada para o online deixa a empresa mais madura e resiliente para o futuro, afinal, quando a pandemia passar, as pessoas estarão mais acostumadas a fazer tudo online e quem tiver soluções nesse sentido, sairá na frente. 

 

Por onde começar?

De nada adianta digitalizar todos os processos da empresa de uma hora para outra. Começar pequeno, com investimentos que cabem no orçamento é essencial para proporcionar um crescimento saudável do negócio em meio a crise. Levando em conta o cenário atual, alguns setores precisam ser prioridade:

 

–  Comunicação interna: o home office é uma prática adotada por grande parte dos negócios nesse período, sendo assim, as relações entre os colaboradores de uma empresa mudaram. Ter maneiras online de centralizar a informação, fazer reuniões, permitir a comunicação de todos dentro do negócio é essencial para continuar as operações da empresa. Existem diversos softwares no mercado que ajudam a cumprir essa função.

– Área comercial: a maior parte dos comércios está fechada, portanto a internet se tornou, ainda mais, uma grande vitrine. As pessoas passaram a comprar alimentos, remédios, utensílios doméstico, tudo de forma online. Portanto, para continuar a operação de um negócio é essencial que a empresa aprenda rápido como vender nesse ambiente e desenvolva estratégias digitais que possam ajudar a amadurecer a venda online mesmo depois da crise. 

– Inteligência: essa não é a hora de ser intuitivo. Para otimizar os investimentos, diminuir os gastos e passar pela crise com o mínimo de impacto possível, as empresas precisam ser inteligentes e tomar decisões baseadas em dados e no comportamento do consumidor. Diversas ferramentas podem ajudar os negócios a fazer isso e construir uma estratégia digital relevante para além crise. 

 

Importância dos dados na transformação digital

 

A maior participação no meio digital traz uma infinidade de possibilidades para as empresas quando o assunto é inteligência. Com as operações online é possível usar ferramentas para entender o comportamento, perfil e preferências do consumidor. Dessa forma, os investimentos são destinados para as áreas que apresentam maior chance de retorno e as estratégias são pensadas com base na realidade do negócio. 

Por exemplo, um mercado que abriu uma página de compras online na crise. Com a análise de dados é possível identificar quem é o consumidor do estabelecimento, seu perfil de compra e maturidade digital. Dessa forma, a empresa consegue adaptar sua loja online para tornar a usabilidade mais fácil ao seu cliente, identificar quais produtos destacar em promoção para aquele consumidor e fazer um marketing assertivo para trazê-lo de volta às compras mesmo quando este sai da página.

Se a transformação digital é a porta para sair da crise como líder de mercado, a análise de dados é a chave que abre os caminhos. A Tail pode te ajudar a viabilizar, da forma mais completa e eficiente, os recursos necessários para que todas as marcas possam realmente ser data-driven em suas estratégias para essa nova ordem mundial.