6 dicas sobre como melhorar a segmentação de campanha

6 dicas sobre como melhorar a segmentação de campanha
34

Está sem tempo para ler? Aperte o play e ouça o conteúdo em áudio.

Desenvolver campanhas de marketing no meio digital  requer o ativo “dados” e também segmentação! 

A partir de ações nichadas e devidamente direcionadas, as chances de resultados positivos são bem maiores. 

Existem várias formas de assegurar uma boa segmentação para sua campanha. Abaixo você descobre 6 delas para utilizar a partir de agora. 

Qual a importância de saber como melhorar a segmentação de campanhas?

É a partir da segmentação que seu seu time de marketing e vendas conseguirá direcionar suas estratégias e atingir grupos específicos. 

Dessa forma, as ações ficarão mais próximas dos consumidores, pois irão conversar com ele diretamente. 

A segmentação é uma das principais responsáveis por:

• aumentar o engajamento e a fidelização do cliente;

• turbinar as taxas de conversão; 

• otimizar jornadas do cliente;

• aumentar o tráfego dos sites;

• qualificar melhor os leads. 

É como se você filtrasse na base de dados aqueles clientes que combinam mais com os propósitos e valores da sua empresa e os que não combinam tanto assim. 

Além disso, você consegue dividir seus clientes em categorias principais, criando uma comunicação personalizada para cada grupo. 

Quanto mais precisa a segmentação, mais claro é o target que o marketing precisa atingir. 

Descubra como melhorar a segmentação de campanha do seu negócio

1) Defina o perfil de cliente ideal 

Nada melhor para começar o processo de segmentação das suas campanhas do que conhecer a sua clientela. 

Por meio do ICP, ideal customer profile ou perfil de cliente ideal, você descobrirá as características padrão dos seus clientes de melhor desempenho – os que se conectam com o seu propósito, sua solução e a sua marca. 

 Assim, será mais fácil criar estratégias de marketing e vendas, uma vez que elas serão direcionadas para consumidores que atenderão a um padrão já conhecido.

Mesmo que essa seja uma segmentação ainda bastante abrangente, já é mais nichada do que a tática de criar uma campanha aleatória para todo e qualquer indivíduo. 

Aqui te ensinamos alguns passos para definir o seu ICP corretamente. 

2) Utilize a geolocalização

O uso de geolocalização para orientar estratégias de marketing é bastante proveitoso, tanto para atingir um público de um local específico com alguma comunicação quanto para impulsionar vendas em uma determinada região.

Sair do básico pode ser a garantia de uma conversão mais eficiente. Além disso, a principal contribuição da geolocalização para o marketing é a atribuição de inteligência de dados com base em pontos geográficos às estratégias. 

Assim, a vantagem está no fato de que se torna possível utilizar as informações de rastreamento ativas ou passivas deixadas pelos usuários de forma eficiente, aumentando as chances de atingir o alcance do resultado esperado.

Mais à frente, existem diversas estratégias de marketing com geolocalização que você pode implementar, tais como: 

• Geotargeting;

• Geofencing;

• Geofiltros;

• Check-ins;

• Geotagging;

Entre outros.

Explicamos todas essas ações com detalhes aqui

3) Invista em profissionais e ferramentas integrado ao universo Big Data 

Atualmente, garantir uma grande base de dados já não é suficiente. É preciso contar com profissionais e ferramentas capazes de compreender e pensar o big data estrategicamente. 

Além de ação para enriquecimento do banco de dados, há também a necessidade de uma etapa de interpretação e manutenção da atividade nesta base. 

Essa tarefa pode se tornar um pouco mais controlada quando associada a iniciativas que já sejam referência no mercado, como a CDP da Tail. 

Em linhas gerais, a Customer Data Platform é uma ferramenta que ajuda empresas a armazenar, organizar e enriquecer todos os dados que possuem de seus clientes, sejam esses de fontes online ou offline.

4) Atente-se ao comportamento do usuário

Essa é uma das etapas da segmentação de clientes mais profunda, pois requer que você já saiba quem são seus usuários. 

Compreende a noção de navegabilidade em seu site, aplicativo ou sistema mobile, e garante que você entenda seu funil de vendas com mais clareza. 

Alguns indicadores são importantes nesse processo, como é o caso do login diário de um cliente, em detrimento daquele que entra esporadicamente nos seus domínios digitais.

A forma de tratar esses dois modelos de cliente precisa ser diferente e a estratégia, no primeiro caso, é voltada a manter interesse da pessoa, enquanto no segundo precisa acender o interesse do indivíduo. 

Os itens deixados em carrinhos, chamado de “abandono”, também podem ser um ponto importante no quesito comportamento do cliente. Pensar em ações que relembrem a pessoa do que ela esqueceu para trás pode aumentar as vendas. 

Já na fase final, na qual o cliente já realizou uma compra, é necessário incentivá-lo a manter contato com a marca e aproveitar outras experiências. 

5) Combine suas campanhas com a sazonalidade

Com um banco de dados robusto, uma boa ferramenta para interpretá-lo, além de um ICP completo você será capaz de retirar informações reais sobre os clientes dos dados. 

Com elas, há ainda a possibilidade de pensar em campanhas sazonais que sejam compatíveis com a sua audiência. 

Por exemplo, se o seu nicho reunir mulheres e homens solteiros faz pouco sentido adotar ações relacionadas ao Dia dos Namorados.  

Já se seu público é composto por pessoas com filhos, pode fazer sentido aliar sua comunicação com datas como dia da família, dia das crianças, dia das mães e dia dos pais. 

Outros períodos também guardam, geralmente, relação com aumento de vendas, como é o caso dos eletrônicos perto da Black Friday.

Conseguir reunir todas essas estratégias, brainstorming da equipe de marketing e validação com o time de vendas são passos fundamentais para atingir melhores resultados para todas as suas campanhas.

6) Use as audiências customizadas 

A solução TAIL DMP (Data Management Platform) é uma plataforma que reúne dados da audiência de um negócio a fim de segmentar seus clientes e garantir à sua empresa um entendimento mais profundo das demandas dos seus clientes e do cotidiano organizacional . 

O objetivo desta plataforma é reunir todas as informações sobre o perfil do consumidor de uma empresa em um único lugar e oferecer insights para segmentação de campanhas, remarketing, criação de personas, análise de comportamento de clientes, entre outros.   

Para fazer isso, a TAIL DMP se utiliza da coleta e análise de dados first, second e third party, posteriormente da aglutinação dos dados dessas diferentes fontes em clusters com características semelhantes, para mostrar o perfil do consumidor de um negócio e facilitando segmentações para diferentes fins. 

Por meio da plataforma, os negócios conseguem ter melhores insights para tomarem decisões e divulgarem seus produtos/serviços de forma mais assertiva e estratégica.  

————————–

Aprender como melhorar a segmentação de clientes do seu negócio é uma tarefa que requer compromisso. 

Continue a leitura por aqui e encontre outros passos que podem tornar a sua estratégia ainda mais eficaz.