Como otimizar campanhas de mídia

Como otimizar campanhas de mídia

A publicidade online deve crescer 10% em 2020 no Brasil, de acordo com um estudo realizado pelo grupo DAN. Com isso, as empresas brasileiras devem passar a destinar 45% do investimento em anúncios para ambientes digitais. Buscando otimizar a experiência do usuário, a publicidade voltada para o ambiente mobile terá um aumento de 8,8% do investimento.

Essa otimização, inclusive, é um dos focos da publicidade digital. Ao passo que os anúncios foram ganhando espaços programáticos, se tornou possível testar novas audiências, criativos e segmentações enquanto a campanha está no ar – o que não era possível antes em TVs, jornais e revistas. 

Os testes de otimização, ou seja, melhoramento das campanhas, visam aumentar a conversão de um anúncio a fim de atingir seus objetivos: vendas, geração de leads, retargeting, awareness, etc. 

 

Dados para otimização

Tal otimização só é possível por meio do estudo de dados. Quando se prepara um criativo para rodar, alguns fatores precisam ser levados em consideração, como:

 

– mensagem;

– público;

– divulgação. 

 

Caso a campanha não esteja performando como o esperado é possível olhar para os dados provenientes dela e fazer alterações em um, ou mais, desses itens a fim de otimizar seus resultados. Por exemplo: se um mesmo criativo for veiculado em  dois sites com perfis de usuários diferentes e em um deles o ROI for melhor, é possível procurar por clusters parecidos com o do site que melhor performou e divulgar a campanha para este público. 

Mas antes de olhar para os dados de uma campanha e entender como otimizá-la é preciso que no desenvolvimento do anúncio tenham sido pensados KPIs. É a partir dessas métricas que se analisa o sucesso de uma campanha e, portanto, é possível entender se ela precisa ser repensada ou não. O ideal é esperar que 10% a 20% do planejamento do anúncio tenha sido executado para entender se os KPIs serão atingidos ou não. 

 

Em caso negativo, algumas atitudes podem ser tomadas, como:

– Avaliar se o criativo está claro, tem a quantidade correta de texto para o perfil do lugar onde está sendo exibido, ter certeza que está chamativo;

– Melhorar a segmentação do público com base na performance da campanha – aqui é possível usar ferramentas como look alike para criar clusters parecidos com os que performam bem;

– Investir em retargeting para melhorar a experiência da pessoa que já clicou em anúncio da marca;

– Entender se a campanha está direcionada para o melhor dispositivo de acordo com o seu perfil.

 

Análise e teste

Todas essas otimizações são feitas a partir da análise de resultados de uma campanha e de testes de melhoramento – sempre acompanhando os dados resultantes para entender o que está funcionando e o que não.

O processo de planejamento, execução e otimização de um anúncio gera um conhecimento rico para a marca, que deve usar as informações de o que deu certo e como melhorar os resultados em todas as suas próximas campanhas. 

 

A Tail oferece um centro de inteligência de Big Data que ajuda as marcas a entenderem como melhorar seus resultados e a atingirem o público certo da campanha. Conheça as soluções.