Conheça as funcionalidades de uma Customer Data Platform (CDP)

Conheça as funcionalidades de uma Customer Data Platform (CDP)
77

Uma Customer Data Platform (CDP), é um software que reúne dados estratégicos sobre os clientes de uma determinada marca com base, principalmente, em informações primárias.

Ou seja, o comportamento do usuário no site da marca, informações captadas na própria loja, em evento ou call center são reunidos em uma CDP. Por meio de suas funcionalidades, a plataforma é capaz de criar o perfil dos usuários únicos da marca (o chamado “Golden Record”). 

Além das informações primárias, é comum que as CDPs se utilizem de dados de terceiros (também chamado “3rd party data”) para complementar o perfil do usuário, mostrando tanto sua trajetória de relacionamento com a empresa, quanto como o consumidor chegou até a marca. A plataforma cria a identidade dos consumidores com base em ID ou outra informação anonimizada, seguindo todas as recomendações das leis de proteção de dados (LGPD/GDPR). 

 

Funcionalidades de uma Customer Data Platform

Uma CDP completa é capaz de coletar e enriquecer os dados, garantir o consentimento dos consumidores no uso de suas informações, fazer a clusterização de audiências, criar dashboards customizáveis, entre outros recursos. Confira no detalhe, as funcionalidades de uma Customer Data Platform:

 

Data Lake Management:

O repositório permite o armazenamento e catalogação de múltiplos data stores, facilitando o tratamento de dados de diferentes formatos. Por meio dessa funcionalidade que a CDP consegue aglutinar as informações e as correlacionar, gerando insights para os usuários. A principal vantagem do sistema  é que ele cria um metadado, ou seja, cria um identificador para cada informação adicionada no sistema, facilitando assim a localização e análise. 

 

Data Lineage e Consent Management:

Essas funcionalidades ganharam relevância maior depois da criação das leis de proteção de dados, como a LGPD no Brasil. A legislação só permite a captura e uso de dados mediante uma base legal adequada, e existem 10 bases legais diferentes prevista na na LGPD.

E uma CMP (Consent Management Platform), acoplada ao sistema, pode facilitar o gerenciamento do consentimento de usuários, quando essa for a base legal exigida. Então, além de criar interfaces fáceis de entender que explicam para o que os dados serão usados e pedem a autorização, cria um centro de gerenciamento onde as marcas podem ter acesso ao o que cada usuário autorizou. 

Já o Data Lineage mostra o “percurso” do dado, funcionalidade também importante para se manter dentro do que determina a LGPD. São armazenadas informações como origem, consentimento, uso, enfim, todo o ciclo de vida de um dado. 

 

Built-in Function:

Uma biblioteca com modelos para customização de projetos e transformações de dados pode ajudar a ter, na construção de uma análise, já  a base pronta. 


 

ID Resolution:

Como falamos, os dados precisam ser anonimizados. Porém, eles também precisam apresentar alguma identificação, a fim de que as informações sobre uma mesma pessoa sejam reunidas de forma correta. Um meio de fazer isso é criar um ID para cada usuário, que não o identifica mas consegue reunir suas informações. Essa é uma funcionalidade essencial para a criação de usuários únicos. 

 

Data Enrichment: 

O enriquecimento de dados é feito a partir de dados de terceiros, fornecidos por diversos provedores homologados pela plataforma, e disponíveis em caráter permanente e self-service. Com um perfil pré determinado de seu cliente, a marca pode por exemplo complementá-lo com dados do IBGE, Bureaus de Crédito, Dados de Web-Behavior, Geo-Behavior, entre outros, que ajudem a complementar o histórico de comportamento e a jornada do consumidor.

 

Ativações Inteligentes:

Para ativar as inúmeras informações de uma CDP a fim de transpô-las para campanhas de marketing, por exemplo, é preciso que a plataforma possa construir clusters para o uso de compra de mídia e ofereça uma interface  capaz de mostrar os dados de forma personalizada e facilitada. 

 

Trendspotting: 

Enxergar tudo isso de forma intuitiva é essencial para facilitar  a análise  e ativação dos dados. Assim, é preciso que uma CDP de qualidade ofereça  uma interface amigável e com a possibilidade de configurar diferentes dashboards ao mesmo tempo

 

Customer Data Platform First Class

Com uma CDP First Class, todas essas funcionalidades irão ajudar a marca a gerir melhor seus dados e conhecer seus usuários a fim de investir em estratégias assertivas que permitem a redução do CAC ( Custo de aquisição por cliente) e o aumento do LTV (lifetime value). 

 

Conheça a CDP da Tail. 

 

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre DMP