Diferença entre uma CDP e DMP

Diferença entre uma CDP e DMP

As marcas já entenderam que colocar o cliente no centro de suas ações é essencial para sair à frente da concorrência. Para isso, é preciso conhecer e entender o público que se relaciona com a empresa, essas informações são adquiridas por meio de dados. Eles mostram o comportamento tanto dos clientes atuais das marcas, quanto do perfil de pessoas que poderia se interessar pelos produtos ou serviços oferecidos.

Hoje existem diversas plataformas que usam dados para segmentar futuros e atuais consumidores de uma empresa em todos os estágios do funil de vendas. Os softwares conseguem mapear o comportamento online das pessoas e identificar o perfil mais adequado para campanhas, armazenar dados de clientes atuais e ainda guardar informações de interações online e offline com a marca. 

Com esta quantidade de ferramentas à disposição, muitas empresas acabam se confundindo. Uma das relações comuns é misturar as funções de uma DMP e uma CDP. Para começar, vamos entender o que cada uma faz:

 

CDP: Customer Data Platform, chamada também de CDP, é um software que armazena e analisa, por meio de machine learning, informações da interação dos clientes com as marcas através de dados primários, secundário e terciários, provenientes de diferentes canais, como call centers, navegação mobile, desktop, ou outro ponto de interação. Com isso, a plataforma consegue analisar o perfil de cliente que consome cada produto ou serviço, o gatilho deste para fazer novas compras e a necessidade do mesmo em cada estágio da sua interação com a empresa, oferecendo conteúdos, experiências e promoções adequados. 

DPM: Data Management Platform, ou DMP, usa dados não pessoalmente identificáveis, como IP, IDs e cookies. Os dados anônimos servem para criar uma segmentação específica para as campanhas e entender o comportamento online desta audiência a fim de oferecer os conteúdos certos, nos lugares certos para o público correto. 

 

Diferenças

A principal diferença entre as plataformas está na sua finalidade e modo de uso. Para começar, a DMP usa dados não identificáveis para criar uma audiência, já a CDP usa informações de clientes reais para entender o perfil do consumidor de uma marca. Além disso, a audiência criada em uma DMP fica disponível por menos tempo do que os insights gerados pela CDP. 

Outra diferença é que a DMP usa dados de comportamento online de pessoas que não necessariamente são clientes da empresa, já a CDP capta informações de diferentes fontes da interação de clientes com a marca. Ou seja, uma DMP olha mais para como um determinado perfil se comporta digitalmente, enquanto uma CDP cria perfis de clientes com base em identificadores pessoais.

 

Uso complementar

O uso destas duas plataforma têm fins distintos, podendo uma empresa apostar em uma ou em outra dependendo do seu objetivo. Mas as duas podem ser usadas de maneira complementar para tornar o marketing ainda mais estratégico e completo. 

A interação entre os dois sistemas acontece ao passo que a CDP usa dados reais dos clientes, adquiridos em canais online e offline, para traçar um perfil e padrão de comportamento. Isso traz insights sobre a necessidade de cada cliente nos seus estágios de relacionamento com a marca. Em um próximo nível, a DMP pode ajudar a expandir este perfil, com a ferramentas como o look alike, e a segmentar campanhas digitais usando como base o que a empresa já sabe sobre seus clientes.

Além disso, os dados de interação armazenados pela CDP podem ser cruzados com uma audiência específica na DMP para entender o comportamento do cliente em outros sites que não o da marca. Isso ajuda a empresa entender o que o cliente procura após consumir o seu produto. Com essa informação é possível fazer um estudo de mercado e o upselling. 

As plataformas, portanto, podem ser usadas em conjunto para amplificar o alcance das campanhas, sem perder a personalização, por meio do conhecimento do comportamento do cliente.

 

A Tail oferece os dois serviços. Conheça as possibilidades de interação e de uso individual de cada uma delas e torne seu marketing cada vez mais estratégico e orientado por dados.