Estratégia de dados: 5 dicas para vender mais nas campanhas de final de ano

Estratégia de dados: 5 dicas para vender mais nas campanhas de final de ano
88

Se preferir, você pode ouvir o áudio do conteúdo ao invés de ler:

Com a parte final do ano se aproximando, é o tempo de datas importantes para os negócios como a Black Friday e o Natal. Nesse período os clientes devem gastar em média 26% a mais, como informa o Meio & Mensagem.

Nesse contexto, o uso correto dos dados pode ser o diferencial entre você e a concorrência quando os clientes terão um grande volume de publicidade e uma série de opções de negócios e produtos entre os quais escolher. 

Portanto, nós preparamos este artigo com 5 dicas de como usar os dados nas campanhas e estratégias para incrementar as vendas nessa temporada.

Além disso, todas as dicas estarão linkadas a outros conteúdos com os quais você pode ter informações com ainda mais detalhes para te auxiliar.

Confira abaixo. 

1. Entenda quem é seu público-alvo

Entender o cliente é um dos principais fatores que ajudarão os varejistas online a impulsionar as vendas.

Analise os padrões de compra do cliente com base em dados históricos de compra, sazonalidade, frequência de categoria de produto, afinidade com a marca, feedbacks sociais e listas de desejos de compra.

Entenda os comportamentos do cliente, como frequência de login, cronograma de uso preferencial, tempo gasto, dispositivos favoritos, taxas de resposta a e-mails promocionais, alertas, notificações e disposição para receber ofertas promocionais com o tema feriados.

Com tudo isso, será mais fácil criar personas que reúnam os interesses e padrões de pessoas que realmente estejam interessados nos produtos e/ou serviços que você esteja oferecendo, evitando a dispersão de dinheiro. 

2. Use os dados para personalizar campanhas e melhorar a experiência do cliente

Uma grande realidade no competitivo mundo digital hoje é que, para o usuário ou cliente, a experiência de compra conta muito.

O Big Data pode analisar, correlacionar tendências de compras na loja e preferências de compra online e ajudar na construção de cortes de compradores, obtendo insights para vendas cruzadas e personalização.

Por esse motivo, o ideal é usar os dados não só para direcionar conteúdo e mídia, como para criar conteúdo feito especialmente para os perfis de público-alvo que você identificar.

A personalização será um grande aliado para se destacar da concorrência e também ajudar a fidelizar o consumidor para que ele retorne em outro momentos.

3. Aumente e otimize seus canais de compra

Não há dúvidas hoje que as compras via smartphone estão assumindo a liderança entre os consumidores, já que a maioria de nós está constantemente em movimento e verificando as redes.

Você pode usar isso a seu favor otimizando seu negócio ao público móvel. Oferecer um site otimizado para celular é a primeira etapa, mas não precisa (e não deve) parar por aí, pois uma estratégia omnichannel amplia sua exposição.

Oferecer opções de pagamento compatíveis com dispositivos móveis on-line e na loja aumentará a probabilidade de os clientes em potencial fazerem uma compra.

Se você possuir unidades presenciais, também pode usar o celular para ajudar a sincronizar a experiência em sua loja física e online.

Configure um plano de recompensas ou aplicativo que o ajude a obter ainda mais informações sobre seus clientes.

Algumas lojas até mesmo usaram dados de localização para entregar ofertas – quando um cliente está perto da loja ou de um departamento específico, um cupom personalizado é enviado.

4. Use os dados além do marketing

Manter os itens certos em estoque pode ser um desafio no período de fim de ano, por exemplo.

Usar dados de anos anteriores pode ajudar a informá-lo sobre quais itens devem receber um pedido extra, mas existem algumas soluções interessantes de big data emergindo, capazes de predizerem com ainda mais exatidão tendências e comportamentos.

Por isso é importante que os dados sejam usados não só na parte de marketing em publicidade, mas em todos os âmbitos da empresa. Dessa forma você terá um histórico cada vez mais rico e previsões mais certeiras a cada ano.

Acelerando a transformação digital da sua empresa, você estará investindo em um recurso que está cada vez mais se tornando imperativo. 

5. Não subestime o poder do email

Cada vez mais as empresas percebem o poder do e-mail para conversão de vendas. Por isso, o marketing por e-mail durante o período de fim de ano é uma ótima oportunidade para impulsionar seu fato. 

A eficiência e o alto ROI do marketing por esse canal continuam melhorando sua reputação entre os especialistas.

É mais importante do que nunca entender estrategicamente como suas campanhas de e-mail se destacarão na temporada de mensagens de fim de ano, enquanto você se prepara para a temporada de compras.

De acordo com o Shopify, 24% das vendas de fim de ano durante a temporada de comércio digital de 2018 foram impulsionadas por email marketing.

Para otimizar todo esse processo, é importante que você saiba como aproveitar seus dados first party e quais tecnologias podem alavancar esse entendimento.

Quer ter o maior controle dos seus dados, para usá-los da maneira correta e mais efetiva e aumentar seu faturamento? Organize e analise os seus dados com a CDP da Tail.