Native Ads: O que é, e como implementar

Native Ads: O que é, e como implementar

Existem diferentes formas de impactar um consumidor com campanhas na internet. Google AdWords, Facebook Ads, posts patrocinados e mídia programática são os meios mais conhecidos e assumem um formato popular entre as marcas, mas existem outras opções que podem compor uma estratégia de publicidade online, como o Native Ads. 

Ao contrário dos outros formatos, o Native Ads, ou Publicidade Nativa, não apresenta um produto ou serviço explicitamente. Ele traz complementos a um conteúdo, focando no assunto de interesse do consumidor. 

Para ficar mais claro: o Native Ads é aquela sugestão de conteúdo que aparece no fim, ou no meio de uma reportagem, por exemplo. Como o foco deste tipo de publicidade é o conteúdo, ela geralmente está presente em sites jornalísticos ou informativos. 

Uma chamada que leva a um conteúdo com as vantagens de se alugar um carro para viagens logo abaixo de um texto sobre os melhores destinos para uma “road trip”, por exemplo, é um Native Ads. O foco neste tipo de publicidade é trazer informações relevantes para o consumidor, a fim de gerar autoridade e renda para a empresa.

O Natives Ads faz parte de uma estratégia de venda consultiva onde a empresa se mostra especialista em um assunto oferecendo, além do produto ou serviço, informações com respostas a dúvidas comuns ou que antecipe um problema que o consumidor possa vir a ter. 

 

Como fazer o Native Ads

A publicidade nativa, portanto, é ainda mais focada em uma determinada segmentação do que os outros tipos de anúncios. O primeiro passo é fazer uma persona e entender quais os possíveis assuntos que esta poderia se interessar, quem é ela, quais as dúvidas comuns que tem e etc.

Conhecer os problemas enfrentados pelo público que quer atingir ajuda a pensar em conteúdos relevantes para ele, o que gera uma experiência positiva. Saber onde o consumidor alvo se informa também é de suma importância, assim é possível assumir um discurso alinhado com o que este procura.

Existem muitas plataformas que ajudam a viabilizar a publicidade nativa, tecnicamente falando. Uma DMP, por exemplo, pode ser uma ótima saída por poder ser aproveitada para outros tipos de publicidade.

Neste caso ela ajuda a criar uma segmentação específica para direcionar os conteúdos, além de permitir o uso da ferramenta lookalike que cria audiências parecidas com as dos portais de informação que a persona delimitada acessa.

 

Benefícios

O Native Ads se mostra como uma forma menos invasiva de anúncio e que traz fluxo para a página da marca, autoridade e conversão. Por ser em forma de conteúdo, muitas vezes a publicidade nativa não é encarada como anúncio pelos leitores, o que ajuda a criar um vínculo entre a empresa e o seu público. 

Este passa a confiar mais na marca por ela se mostrar especialista em um determinado tema e conhece as soluções oferecidas por ela de forma orgânica, o que gera maior identificação e, consequentemente, vendas.

 

Conheça a DMP da Tail e invista em Native Ads para impulsionar sua marca.