O futuro da Mídia Programática

O futuro da Mídia Programática

A mídia programática, sem dúvidas, mudou a forma como o mercado de publicidade atua. Por meio dela os profissionais conseguem criar campanhas estratégicas para cada público, usando segmentações bastante específicas para atingir a pessoa certa, no momento e lugar onde está mais propícia a fazer uma compra.

A popularidade dessa forma de mídia só cresce. De acordo com a pesquisa “Programmatic Marketing Forecasts”, da Zenith,  essa modalidade será responsável por 69% dos gastos globais com mídia em 2020, o que representa um investimento de mais de US$ 127 bilhões. 

O crescimento acelerado da mídia programática será potencializado pelo uso e desenvolvimento de novas tecnologias e apoio da legislação. Conheça algumas das principais tendências.

 

1 – Uso de Inteligência Artificial e Machine Learning

Os profissionais que atuam com mídia programática têm acesso a um número exorbitante de dados. Por mais que existam filtros que os ajudem a tirar insights e ativar essas informações, muita coisa acaba passando despercebida. 

O uso de tecnologias como Inteligência Artificial e Machine Learning irão dar velocidade, aliada a estratégia, a esse processo. Os robôs poderão analisar de forma muito rápida os dados, e os profissionais poderão programá-los de acordo com o que for mais assertivo para cada campanha. Assim, o processo de análise de dados para programática será muito mais rápido, sem deixar o seu cunho estratégico de lado. 

 

2 – Desenvolvimento do entendimento do uso das leis de proteção de dados

Quando começou a se falar em restringir a forma como as empresas usam os dados pessoais, o mercado de publicidade ficou apreensivo. A partir de 2020, essas regras se consolidam e se mostram, na verdade, benéficas aos publicitários. Isso porque os dados ganham qualidade. 

Como só é possível trabalhar com informações disponibilizadas pelos usuários, é garantida a veracidade delas. O volume cai, mas a qualidade aumenta. Além disso, apenas as pessoas que realmente são potenciais clientes de uma marca disponibilizarão suas informações, o que cria uma audiência mais rica para a mídia programática. 

 

3 – Ampliação de novos canais

Hoje o que temos de mais comum na publicidade programática são banners em sites e anúncios em vídeos ou redes sociais, mas o perfil de consumo online do público está mudando. As pessoas tendem a ouvir mais podcasts, usar mais assistentes virtuais, wearables e pesquisa por voz. 

A mídia programática irá se fortalecer nesses campos para acompanhar o público. O áudio ganhou muita relevância nos últimos anos e ele deve ser um dos principais meios de publicidade nos próximos. Além de pensar em novas formas de  distribuição, os profissionais terão que se desafiar ao pensar em criativos para este crescente público. 

 

4 –  Chegada da 5G

A geolocalização é uma grande aliada da Mídia Programática, além de segmentar anúncios por região, ela permite que ao entrar em um raio pré-determinado, o usuário se torne alvo de uma campanha. Com uma conexão mais rápida, como a 5G, o espaço para estratégias de geolocalização e uso de outras tecnologias real-time na mídia programática é ampliado.

Assim, será possível trabalhar com maior interatividade, mostrando anúncios com mais rapidez, mais nítidos e no momento exato em que o cliente está mais propício a realizar uma compra. 

 

5 –  Omnichannel dinâmico

Todas as oportunidades descritas anteriormente criam um cenário onde o omnichannel é essencial – hoje já é assim. Porém, com a maior rapidez e presença real-time proporcionadas pela 5G, melhor qualidade de dados por conta das leis regulatórias, maior números de canais e dispositivos usados pelos consumidores e a catalização da inteligência feita pela tecnologia, o omnichannel entra em um mundo de possibilidades nunca visto anteriormente. 

O essencial, porém, é que as marcas entendam o comportamento dos consumidores em cada dispositivo e criem campanhas dinâmicas que acompanhem as necessidades dos clientes, sem perder a identidade ou a originalidade. O desafio está em pensar como usar todos esses recursos para passar uma mesma mensagem, adequada ao canal de distribuição.

 

Busque parceiros que cresçam com você

Para acompanhar a evolução e sempre estar dentro do que há de mais inovador e eficaz no mercado publicitário, as marcas precisam buscar por parceiros que ofereçam as ferramentas certas. 

 

Conheça as possibilidades da Tail e torne sua publicidade cada vez mais estratégicas.