Precision marketing: impulsione as vendas de fim de ano com campanhas estratégicas

Precision marketing: impulsione as vendas de fim de ano com campanhas estratégicas

O maior diferencial do marketing online é poder usar dados, ferramentas e estratégias para saber exatamente quem é o público de um negócio e entregar campanhas para pessoas que se encaixam nesse perfil. Mas existe outro fator que é muito relevante para gerar conversão: o assunto. Mais do que entregar campanhas com produtos que a empresa quer vender, é preciso exibir anúncios com o que o consumidor quer comprar. 

Às vezes um único produto se encaixa nessas duas categorias, o que muda é a abordagem. Nem sempre o público converte com um material estritamente comercial, é preciso entender o comportamento do consumidor para conseguir enxergar seu ciclo de compra e entregar as informações certas nas horas certas, assim, a chance de venda é maximizada.

No fim do ano, a comercialização de produtos e serviços é impulsionada por datas como Black Friday e Natal. Por mais que o perfil de compra nessas duas ocasiões seja diferente, é possível interligar estratégias para impulsionar as vendas. 

De acordo com dados do Think with Google, na Black Friday são vendidos mais eletrônicos, produtos pessoais e para a casa, já no Natal o carro-chefe são brinquedos, games e roupas. Além disso, o perfil de compra na Black Friday é mais online, enquanto no Natal é bastante offline.

 

Conectando estratégias para impulsionar as vendas no fim do ano

 

Por mais que diferentes, as vendas nessas duas datas podem estar conectadas. As empresas devem usar a base de leads e dados gerados durante a Black Friday sobre o perfil do público que deseja seus produtos ou serviços, para melhorar o retargeting no Natal. 

Ao olhar para essa base de clientes e possíveis consumidores da marca, é possível usar bancos de dados como da Serasa Experian para aumentar o conhecimento sobre os clientes e ativá-los por meio de campanhas específicas e bem personalizadas. 

Além disso, com uma DMP, como a da Tail, é possível utilizar ferramentas como o look a like para aumentar o alcance dessa campanha para pessoas com gostos parecidos com os dos consumidores mapeados. 

São dois passos portanto: usar a base de dados para entender quem é seu público, como ele se comporta e expandir seu conhecimento sobre o que ele procura; e aumentar o alcance das suas campanhas espelhando a abordagem para pessoas que tenham o comportamento parecido como que foi mapeado.

 

Fique de olho nas tendências

 

Por mais que olhar para “dentro” seja extremamente importante para ativar leads, gerar recompra e fidelizar clientes, entender qual o movimento do mercado no fim do ano também contribui (e muito) para traçar estratégias mais eficientes.  

Como falamos, os produtos mais vendidos no Natal são brinquedos, games e roupas, mas além deles, as pessoas procuram por bebidas alcoólicas, perfumes e acessórios. A personalização é o que ganha o consumidor nessa época: entregue a mensagem certa, na hora certa e com o produto que ele procura, que, com certeza, seus resultados serão outros. 

Soluções de big data analytics, como a da Tail, podem ajudar a maximizar as vendas de fim de ano. Entre em contato e entenda as possibilidades.