Case LG: cruzando dados para uma atuação inteligente no PDV

Case LG: cruzando dados para uma atuação inteligente no PDV
71

Se preferir, você pode ouvir o áudio do conteúdo ao invés de ler:

Quando uma marca inicia sua estratégia de dados, normalmente tem uma visão muito focada no seu uso como base para ativação em plataformas de mídia.

Porém, uma estratégia Data Driven de verdade não se limita somente a isso. 

Ferramentas como uma Customer Data Platform, — ou simplesmente CDP — por exemplo, são verdadeiras aliadas na resolução de problemas cotidianos, agregando uma camada de inteligência às atividades até então feitas de forma intuitiva.

Para exemplificar como o uso de dados pode amplificar o campo de visão e estratégia das empresas, trouxemos um estudo de caso da LG Electronics realizado em 2021. Confira!

O desafio

Como indústria, as vendas dos produtos LG ao consumidor final são feitas por meio de varejistas parceiros.

Para que a marca tenha êxito nos pontos de venda, uma estratégia comum é alocar seus promotores nas lojas físicas, a fim de incentivar a venda dos produtos em um determinado varejista.

Em muitas das vezes, esses promotores alocados têm a possibilidade de oferecer condições especiais aos consumidores interessados nos produtos da marca. Porém, o grande problema é que esses profissionais podem acabar passando despercebidos no PDV, dificultando o sucesso das ações. 

Além disso, a marca já havia identificado que algumas regiões tendem a apresentar melhor resultado, mas ainda não tinha conhecimento sobre qual era o motivo por trás dessas oscilações de desempenho.

Explorando a geolocalização

Ao analisar os dados coletados e organizados em sua CDP, a LG entendeu que algumas regiões tinham maior concentração de clientes e, com isso, a marca decidiu criar uma estratégia para reposicionar os promotores nas lojas mais próximas aos seus clientes, além de se comunicar com essas pessoas e incentivá-las a ir até o PDV.

Utilizando uma CDP para reposicionar os promotores no PDV

Para possibilitar o reposicionamento dos promotores nas lojas com maior fluxo de clientes LG, a CDP da TAIL foi utilizada para reunir em um único ambiente 3 fontes de dados disponíveis: 

– Base Clientes LG: dados pessoais criptografados, produto comprado, CEP do cliente, perfil comportamental de navegação web, índice de engajamento com a marca;

– Lojas Físicas: nome e endereço de cada varejista que comercializa produtos da marca;

– CEP’s:  latitude e longitude dos CEP’s do Brasil.

A partir disso, essas 3 fontes de dados foram incorporadas em um datastore, com o objetivo de criar pipelines responsáveis por executar :

– Definição e aplicação do raio de abrangência da localização dos clientes LG;

– Cruzamento do raio de localização do cliente LG com o endereço da loja utilizando latitude e longitude dos CEPs;

– Plotagem em mapa que ilustra o aglomerado de clientes x loja;

– Extração da base do aglomerado de clientes por loja para ação via email.

Isso permitiu que a marca visualizasse as informações em gráficos personalizados e de fácil entendimento, como neste mapa que cruzou as concentrações de clientes por todo o país x as lojas físicas do varejista.

Como resultado, a LG identificou quais clientes estavam localizados próximos a um varejista e enviou uma comunicação personalizada para eles, convidando-os a conferir as condições especiais, além de reposicionar maior concentração de promotores nas regiões onde havia mais clientes ao redor.

Como vimos ao longo deste estudo de caso, empresas que utilizam uma CDP conseguem resolver seus desafios cotidianos de forma inteligente e assertiva por meio do uso de dados.

Você tem um desafio e imagina que a coleta e organização de dados possa ajudá-lo a resolver? Fale com a TAIL e entenda como nossa CDP é a solução que a sua empresa precisa.