Gerenciamento de dados e processos: Como um ERP pode te ajudar

Gerenciamento de dados e processos: Como um ERP pode te ajudar
74

Esse post foi escrito pela Gestão Click, Software de Gestão empresarial, que ajuda as Micro e Pequenas empresas a fazer a gestão da empresa.

Você já parou para pensar quanto tempo, atenção e cuidado o gerenciamento de dados de uma empresa demanda? Com a ajuda da tecnologia esses processos se tornam muito mais simples e rápidos.

Grande parte dos empreendedores e gestores encontram dificuldades para gerenciar os dados de sua empresa. Porém, um gerenciamento eficaz de dados, recursos e processos são fundamentais para a empresa crescer.

Um dos caminhos para simplificar as rotinas e maximizar os recursos é a adoção de soluções de ERP (Enterprise Resource Planning). 

A cada dia que passa, estes software de gestão empresarial são mais valorizados pelos gestores que buscam aumentar a competitividade e os lucros do negócio.

Uma empresa, independentemente do tamanho ou setor de atuação, conta com vários processos, de modo que utilizar softwares isolados para cada departamento não seria eficiente.

Porém, contar com um único sistema integrando todos os departamentos tornaria a comunicação interna mais fácil e menos custosa. É justamente essa a solução que um ERP oferece.

O Sistema ERP é um software de gestão capaz de gerenciar e integrar toda a parte empresarial em uma base de dados única, da produção às finanças, do setor fiscal ao estoque.

Um ERP permite à empresa automatizar e integrar seus processos, registrando e distribuindo a informação de maneira clara e segura pela empresa, em tempo real.

Mais do que melhorar o gerenciamento de dados e processos, a adoção de um sistema de gestão empresarial gera um processo de mudança organizacional.

 

Módulos do sistema ERP

Os melhores sistemas ERP permitem que o gestor customize o software de acordo com as atividades da companhia. Dessa forma, pode encontrar soluções em gerenciamento de dados específicos.

Alguns dos módulos de processos que podem ser implantados são:

– Financeiro;

– Contabilidade;

– Recursos humanos;

– Jurídico;

Estoque;

– Distribuição de produtos;

– Frota;

– Análise de riscos;

– Comércio eletrônico.

 

Benefícios dos sistemas de ERP

Um sistema de gestão empresarial oferece inúmeros benefícios para as companhias que utilizam desses softwares, incluindo uma gestão de dados mais eficiente e automatização de processos.

Mas as vantagens de contar com a tecnologia não param por aí. Além de melhorar a gestão e facilitar a tomada de decisão, um ERP reduz os custos operacionais e é visto como um verdadeiro investimento para a empresa.

Melhora a comunicação interna: com a integração proporcionada pelo ERP, os setores podem se comunicar com mais segurança nas informações. Dessa forma, se evitam também os erros nos processos e trabalhos duplicados.

Aumento da produtividade: com a automatização de alguns processos, o uso do ERP elimina por completo o uso das planilhas, as quais estão sujeitas a erros e demandam muito tempo.

Com isso, há o ganho de tempo, processos padronizados, fluxos de dados otimizados e, consequentemente, aumento da produtividade.

Melhor controle dos processos: com tudo centralizado em um único sistema fica mais fácil controlar os processos e identificar erros.

Ajuda na tomada de decisões: o ERP é um ótimo aliado para os gestores, já que com informações seguras obtidas em tempo real. Dessa forma, proporcionam uma visão clara da empresa, facilitando aos gestores de cada área a tomarem decisões mais rápidas e eficazes.

Eficiência fiscal: os sistemas ERP parametrizam as regras tributárias conforme a legislação. Com os cálculos de impostos automatizados, se evitam os erros e multas.

Redução de custos: ao facilitar o controle dos processos e automatizar tarefas, um Sistema de Gestão ERP diminuição de erros, retrabalhos, ajuda a identificar desperdícios e tomar atitudes para reduzir os custos desnecessários.

Aumento da lucratividade: todos os benefícios acima tornam a gestão mais eficiente, o que inevitavelmente, se transforma em maior lucratividade e crescimento da empresa.

 

Impactos do ERP na gestão

De acordo com o The 2018 Global Data Management Benchmark Report, levantamento feito pela Serasa Experian, mais de 90% das empresas brasileiras dão importância aos dados para a definição da estratégia de negócios.

Esse número se mostrou maior do que o dos anos anteriores e retratam o aumento da preocupação com a utilização dos dados para gerenciar os negócios com excelência.

O gerenciamento de dados está no centro das decisões e, portanto, devem abranger de forma fiel toda a companhia para que possam ser analisados e utilizados nas decisões estratégicas.

A necessidade de obter vantagem competitiva e a acessibilidade aos sistemas de gestão ERP vem influenciado o crescimento do uso dos dados na estratégia.

Melhora a tomada de decisões

O uso de planilhas ou diferentes sistemas para cada setor pode dificultar a análise do todo e tornar a visualização das falhas nos processos e definição dos investimentos diminuídos.

Um bom sistema de gestão, além de reunir as informações em um único lugar, também conta com relatórios e gráficos dos principais números da instituição.

Com estes em mãos, o gestor poderá analisar detalhadamente, cada processo, facilitando a tomada de decisões.

Otimização de processos

As soluções ERP facilitam as tarefas do dia a dia. Dessa forma, os processos que antes eram manuais e trabalhosos são agora automatizados, gerando mais tempo para que os funcionários executem atividades mais importantes e que trazem mais retorno para a companhia.

O sistema ERP é suficiente para o gerenciamento de dados?

A adoção de tecnologia na gestão traz inúmeros benefícios para as empresas, tanto que cada vez mais os sistemas ERPs ganham espaço e contribuem com o gerenciamento de dados e processos.

Um software ERP é essencial para a otimização das rotinas dos negócios, proporcionando melhorias tanto nas operações quanto na gestão estratégica.

Além de automatizar as atividades, também fornece dados fidedignos para tomadas de decisão mais assertivas.

Se o foco é em dados do cliente, pode-se optar por incorporar ao gerenciamento uma Customer Data Platform (CDP) ou Plataforma de Dados do Cliente.

A diferença entre CDP e ERP é que a primeira concentra todas as informações que um negócio tem sobre seu cliente, enquanto o ERP é um sistema que incorpora funções gerais da empresa.

O sistema de gestão assim como a CDP são soluções tecnológicas para todos os negócios que procuram ganhar espaço no mercado e crescer de forma sustentável.

 

Autor convidado:

Isabella Soares, formada em Publicidade pela PUC Minas e Analista de Marketing no GestãoClick, um Software de Gestão Empresarial que ajuda a Organizar e Aumentar as Vendas de milhares de pequenas e médias empresas.